sábado, 10 de março de 2018

EDA IMPEDE FEIRA DO ROLO DE ANIMAIS EM CABREÚVA


A União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) tomou conhecimento da realização da feira e de imediato encaminhou ofícios aos órgãos municipais e estaduais pertinentes, para fiscalização e certificação de que o responsável pelo evento havia cumprido todas as medidas e normas legais, a fim de assegurar a integridade das pessoas e dos animais. 

A UCAPROF é uma entidade sem fins lucrativos que atua há 18 anos em Cabreúva e região na fiscalização, proteção e defesa animal e ambiental.

Na sexta (09/03), o Escritório de Defesa Agropecuária (EDA), de Sorocaba, SP, impediu a realização da feira do rolo de animais equinos e bovinos, que aconteceria neste sábado (10/03), em Cabreúva, SP, notificando o responsável pelo evento, cuja desobediência acarretaria em multa no valor de 67.500 reais.

O EDA é uma das unidades da Coordenadoria de Defesa Agropecuária da administração pública direta do Governo do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Agricultura e Abastecimento, constituindo o mais rígido e eficaz sistema público executivo de defesa agropecuária, com 40 unidades regionais distribuídas por todo o Estado de São Paulo.

O impedimento do evento ocorreu pelo descumprimento das obrigações legais estabelecidas pela vasta legislação de saúde e segurança públicas, vigilância sanitária, vigilância epidemiológica e proteção e defesa animal e ambiental.

As feiras do rolo e eventos semelhantes chamam muito a atenção do Ministério Público e das autoridades policiais e sanitárias do Estado, devido à grande incidência de crueldade e maus tratos aos animais, presença de animais de procedência duvidosa, comércio de animais doentes e feridos, tráfico de animais silvestres, tráfico de drogas, venda de armas etc.

Por isso, a legislação é bastante rígida, a fiscalização durante as feiras é rigorosa, as multas elevadas, com penas que podem variar de 1 a 12 anos de detenção.

Ana Teresa Merbach



segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

UCAPROF representa Cabreúva no 5º EPACA

Veja como foi



No sábado (24/02), aconteceu o 5º Encontro dos Parlamentares e Ativistas da Causa Animal (EPACA), na Câmara Municipal de Praia Grande (SP), tendo como anfitrião o vereador Cadu Barbosa, que representa grande liderança política na proteção e defesa dos animais de Praia Grande e de todo Brasil.

Idealizado pelo Deputado Federal Ricardo Izar para fomentar a discussão de políticas públicas para os animais sobre questões nacionais e paulistas, o EPACA visa a autoria coletiva de um documento reivindicando avanços das condições de tratamento aos animais no Estado e em todo país.

O município de Cabreúva foi representado pelos abolicionistas animais Ana Teresa Merbach e Luciano Buzatto, da União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF), entidade que luta há 18 anos pela abolição da escravatura animal em todos os setores da sociedade.

Na abertura, Cadu Barbosa apresentou a vasta carta legislativa de sua autoria em defesa dos animais, aprovada pela Câmara e sancionada pelo prefeito Alberto Mourão.

Em seguida, Paulo Henrique Demarchi, instrutor de Fiscalização Ambiental da Polícia Rodoviária Federal, falou sobre os crimes de tráfico de animais e as graves brechas ou falhas da legislação que impedem os criminosos de permanecerem presos e facilitam a continuidade de suas práticas criminosas.


No intervalo para almoço, o vereador Cadu Barbosa disponibilizou gratuitamente um ônibus de turismo em forma de barco pirata (atração na cidade) e convidou o público para conhecer o Centro Integrado de Comando e Operações Especiais – PG (CICOE) e a Unidade Móvel de Atendimento à Saúde Animal (UMASA), estrutura montada em três containers, que presta serviço gratuito de castração e vacinação de cães e gatos em todos os bairros da cidade. A UMASA foi criada pelo Projeto Bicharada, desenvolvido pela Coordenadoria de Proteção à Vida Animal da Secretaria de Saúde Pública de Praia Grande.

Para aquisição dos containers, construção e compra de materiais foram investidos cerca de R$230 mil.

Após o almoço, o Dr. Paulo Anselmo Nunes Felippe, médico veterinário, Doutor em Genética e Biologia Molecular; Professor Titular da UNIP; Diretor do Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal da Prefeitura Municipal de Campinas e do Departamento de Epidemiologia da Associação Mata Ciliar, explanou os projetos em benefício dos animais que estão em prática em Campinas (SP), com excelentes resultados.

Dando continuidade ao Encontro, Frank Alarcón, Porta-voz no Partido ANIMAIS, Biólogo no Instituto Luisa Mell e Gerente de Campanha na Cruelty Free International, relatou a brutal, chocante  e criminosa crueldade praticada na importação de animais vivos para o abate em outros países, transportados por navios, que se assemelham à câmaras de tortura.

Finalizando, antes do debate, o Deputado Ricardo Izar narrou sua luta parlamentar pelos animais e apresentou  o andamento dos projetos de sua autoria na Câmara dos Deputados e no Senado.

Durante todo o evento, a Dra. Maíra Vélez, presidente da Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da OAB-SP, esteve à disposição das ONGs e protetores para orientações jurídicas.

O próximo EPACA será no dia 21 de abril, em Ribeirão Preto, SP.

Texto e fotografias: Luciano Buzatto


























terça-feira, 3 de maio de 2016

NOTA DE ESCLARECIMENTO - DIREITO DE RESPOSTA À PREFEITURA DE CABREÚVA

DIREITO DE RESPOSTA
NOTA DE ESCLARECIMENTO
Direito de resposta à nota publicada pela Prefeitura de Cabreúva em https://goo.gl/xymUkL em 02/05/2016.

A União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) vem por meio deste comunicado, como legítimo exercício de Direito de Resposta, esclarecer as falsas informações publicadas pela Prefeitura de Cabreúva no face book e no seu site oficial, referentes aos repasses de subvenção para o custeio de suas atividades, entre outras.


A UCAPROF afirma que não recebeu nenhum comunicado oficial da Prefeitura bloqueando os repasses da subvenção de 2016. A UCAPROF recebeu comunicado solicitando os documentos necessários para a continuidade dos repasses. Mas a UCAPROF decidiu renunciar à subvenção e desistiu de entregar os documentos, pois não era mais possível continuar uma parceria com esse governo.  Houve sim, o vencimento, em 31/12/2015, do Termo de Trabalho acordado entre a UCAPROF, a Secretaria do Meio Ambiente, a Prefeitura e a UCAPROF não teve mais condições salutares de renová-lo.

Todas as prestações de contas, a partir dos últimos meses de 2010, quando a UCAPROF começou a receber os repasses, até 2015 foram entregues na Prefeitura como estabelece a lei. Todas as prestações de contas de 2010, 2011, 2012, 2013 e 2014 obtiveram parecer favorável, como comprovado pessoalmente pela representante da UCAPROF, em reunião com o senhor Maurício, 15 dias atrás, na própria Prefeitura. A prestação de contas de 2015, também entregue, ainda está em análise pelo setor de Planejamento da Prefeitura. Atrasos nos prazos de entrega ocorreram sim, mas por excesso de trabalho, escassez de pessoas para ajudar e falta de dinheiro para contratar profissionais da área contábil. Em momento algum houve irregularidade no uso do dinheiro público.

A UCAPROF afirma e prova que entregou todos os documentos e demonstrou que todo o dinheiro recebido foi devidamente usado para cumprir todas as responsabilidades assumidas no que se referem ao resgate e socorro aos animais abandonados em vias públicas do município.

Repasses que nos últimos 4 anos ficaram muito abaixo das necessidades para atender os chamados da população e a crescente demanda de animais abandonados, feridos e doentes nas vias públicas. O que claramente se constata analisando os balanços financeiros da UCAPROF, igualmente entregues para a Prefeitura. Situação que se agravou ainda mais em 2014 e 2015.

A UCAPROF por diversas vezes tentou marcar uma reunião com o senhor prefeito, mas nunca obteve uma resposta. A UCAPROF apresentou uma planilha demonstrando os repasses financeiros necessários para se prestar um bom atendimento à população e aos animais, mas nunca obteve uma resposta. A UCAPROF, numa última tentativa, protocolou ofício para o senhor prefeito, relatando como estava difícil continuar os atendimentos sem o reajuste dos repasses da subvenção (como foi amplamente divulgado pelo jornal A Voz do Jacaré e pela internet), mas nunca obteve uma resposta.

E assim, cidadãos de Jundiaí, Cabreúva, Itupeva, Salto e Itu ajudaram a UCAPROF a pagar as contas veterinárias dos animais abandonados nas ruas de Cabreúva com dinheiro de seus próprios bolsos. Ou seja, o cidadão mais uma vez pagando as contas que este governo municipal não quis pagar.

A própria Prefeitura confirma e prova, em sua “nota de esclarecimento” que a UCAPROF estava relatando a mais absoluta verdade sobre a necessidade do reajuste dos repasses, quando escreve que “A Secretaria do Meio Ambiente informa que ao assumir os trabalhos do abrigo encontrou animais que não haviam sido castrados”. Ora, castrar com que dinheiro? Com o dinheiro que o prefeito não deu? Com os ofícios que o prefeito jamais respondeu? Com as reuniões que o prefeito nunca agendou?

Foi por esse desrespeito, descaso, indiferença e desinteresse do governo municipal pelos animais abandonados e pela UCAPROF, única entidade que socorria os animais há 16 anos em Cabreúva, que a UCAPROF renunciou à subvenção, salientando que não queria mais dar continuidade ao termo de trabalho e não entregou os documentos exigidos para renová-lo.  Diane da renúncia, não houve bloqueio algum. Diante da renúncia, a lei de repasses à UCAPROF nem foi feita, nem foi à votação na Câmara Municipal. A UCAPROF não foi comunicada sobre bloqueio algum. A UCAPROF renunciou!

A UCAPROF protocolou uma notificação extrajudicial dando prazo de 30 dias para a Prefeitura de Cabreúva assumir o abrigo de animais. E a Prefeitura de Cabreúva, por intermédio da Secretaria do Meio Ambiente, assumiu o abrigo de animais porque foi obrigada pela força da Lei e não pelo respeito e amor pelos animais. Senão já teria feito alguma coisa pelos animais ou pelo menos reajustado os repasses de verbas à UCAPROF nesses 4 anos de governo.  

Quanto à documentação citada pela Prefeitura, a UCAPROF faz questão de conhecê-la e analisá-la, uma vez que, estranhamente, não recebeu qualquer comunicado sobre a existência de tais documentos, o que denota completa falta de transparência.

Mais espantoso ainda, foi a demora de 19 dias para a Prefeitura anunciar publicamente em seu face book e site que assumiu o abrigo de animais no dia 13 de abril, quando a UCAPROF já anunciava esse fato e a renuncia da subvenção desde o dia 16 de abril, com matéria no jornal A Voz do Jacaré e na internet.  Com tantas secretarias, departamentos, procuradoria jurídica, assessores por que tanta demora? Por quê?

Ana Teresa Merbach

UCAPROF

domingo, 1 de novembro de 2015

Seminário Ucaprof reuni grandes nomes do ativismo nacional em prol dos animais


A União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) tem o grande prazer de convidá-los para o 3º Seminário Ucaprof de Proteção à Fauna e Flora – A sociedade e o ambiente: caminhos para o equilíbrio e o bem estar animal, que reunirá grandes nomes do ativismo nacional em prol dos animais e da natureza.

O objetivo é incentivar e promover o movimento de defesa animal com a divulgação de novos conhecimentos e instrumentos buscando, essencialmente, uma grande sinergia através do congraçamento de pessoas e profissionais que trabalham na área.

O Seminário é aberto ao público em geral e busca promover também o contato entre entidades de defesa animal que operam em todas as regiões brasileiras.

PROGRAMAÇÃO
14:00 - Cerimônia de Abertura.

14:30 - Contexto ambiental da APA Cabreúva – Palestrante: Rosemeire Rabelo Santos Timporim – Cabreuvana nata, Secretária do Meio Ambiente de Cabreúva, bióloga, com pós-graduação em Biologia da Conservação.

15:30 - Direitos animais no Brasil: realidade, desafios e perspectivas – Palestrante: Frank Alarcón – Bacharel em Ciências Biológicas (UNICAMP) Mestre em Físico-Química (USP), Doutorado em Bioética (UFF), representante da ONG britânica Cruelty Free International; membro do Instituto Luisa Mell.

16:30 – Coffe-break.

16:50 - A libertação animal só depende de nossas escolhas – Palestrante: Nina Rosa Jacob – Ativista em defesa dos direitos dos animais, palestrante, fundadora e presidente do Instituto Nina Rosa, que desde 2000 dedica-se à valorização da vida animal por meio da educação humanitária.

17:50 – Encerramento. Serão entregues certificados de participação aos presentes.

INFORMAÇÕES
DIA 07 DE NOVEMBRO DE 2015, SÁBADO
Local: Associação Cultural Beneficente de Cabreúva
Avenida do Parque, 241, Jardim Colina da Serra (Jacaré), Cabreúva, SP.
Fones: (11) 97301-4142 / 98874-4060

INSCRIÇÕES: seminario@ucaprof.org.br (enviar nome, endereço e telefone), 
mediante a doação de 2 kg de ração para cães ou gatos, entregues no dia do evento.


VAGAS LMITADAS!


domingo, 25 de outubro de 2015

INSCRIÇÕES ABERTAS!


INSCRIÇÕES ABERTAS!!!

3º Seminário Ucaprof de Proteção à Fauna e Flora

Data e horário: dia 07 de novembro, sábado, a partir das 14h.

Local: Associação Cultural Beneficente de Cabreúva, à Avenida Parque, 241, Colina da Serra II, Cabreúva( SP).

As inscrições já estão abertas e para se inscrever basta enviar seu nome e endereço completos e telefones para contato para o e-mail seminario@ucaprof.org.br e levar a doação de dois quilos de ração para cães ou gatos de boa qualidade, no dia do evento.

Será concedido certificado aos participantes.

VAGAS LIMITADAS!

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Vamos dar uma nova vida ao Peludo!





































O olhar triste e reflexivo do cão Peludo já nos conta o quanto a sua vida estava sendo difícil, solitária e dolorosa. Abandonado pelas ruas do bairro Pinhal, em Cabreúva (SP), andava desesperado, de um lado para outro, buscando socorro para tirar as larvas que ferozmente devoravam o seu pescoço (miíase ou seja, bicheira)
Porém, na quita-feira (15/10), a protetora Kátia Zabicki, da Ucaprof, se colocou em seu caminho e o resgatou com a ajuda de sua mãe. Em seguida, ligou para um dos dirigentes da ONG, que disponibilizou uma consulta com o Dr. Adriano Camargo De Felice.
Peludo foi muito bem atendido, recebendo todos os cuidados, medicamentos e permanece internado.
Peludo já contou com a ajuda da Kátia e sua mãe, da Ucaprof, do Dr. Adriano e sua assistente Cintia, e agora precisa muito da sua ajuda também!!! Pois Peludo ainda precisa ser vermifugado, vacinado, castrado e encontrar uma família que o receba com todo o amor que ele merece, depois de tanto sofrimento.
Em nome do Peludo, por favor, nos ajude doando qualquer valor para conseguirmos pagar as diárias da internação, a vermifugação, a vacina e a castração.
Vamos formar uma corrente do bem! Vamos dar uma nova vida para o Peludo. Uma vida com mais saúde, amor e alegria.
Você pode levar a sua doação pessoalmente na clínica veterinária: Avenida Itália, 127, bairro Jacaré, Cabreúva (SP), telefone (11) 4529-7780 ou depositar na conta da Ucaprof, e enviar o comprovante do depósito e o seu nome completo para o e-mail contato@ucaprof.org.br .
Muito obrigado a todos por ajudar a salvar mais uma vida!!!!!












terça-feira, 8 de setembro de 2015

UCAPROF RESGATA CÃOZINHO ATACADO POR PTI BULL



Nesta segunda-feira, 07/09, recebemos a ligação do Carlinhos pedindo ajuda para um cãozinho mordido por uma pit bull, que ele havia socorrido no centro de Cabreúva (SP).

Fomos até o local e já resgatamos o cachorrinho para os primeiros socorros.

ATENÇÃO!


Se alguém reconhecê-lo e tiver informações sobre seu “dono” (tutor), favor entrar em contato conosco: 11 – 97301-4142 (Vivo).

domingo, 6 de setembro de 2015

UCAPROF SOCORRE PINSCHER ATROPELADO NA ESTRADA DO KAJITA



A União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) socorreu um pinscher macho, atropelado na Estrada do Kajita, em Cabreúva (SP), atendendo ao chamado de moradores do local.

A UCAPROF encaminhou o cãozinho, com pequena fratura do membro anterior direito, para o Dr. Adriano Camargo De Felice, da clínica veterinária RuralVet (em 02/09).

O membro fraturado foi imobilizado com a colocação de tala.


O pinscher, que está na casa da família que o resgatou, passa bem e a previsão de alta é de 40 dias. 




quarta-feira, 2 de setembro de 2015

FINAL FELIZ – RESGATADO! CASTRADO! ADOTADO!




FINAL FELIZ – RESGATADO! CASTRADO! ADOTADO!
No dia 05 de agosto, a União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) socorreu um cãozinho abandonado no estacionamento da empresa Flamboiã, Cabreúva (SP), encaminhado pela senhora Paula Gardini.
O cãozinho passou por consulta com o Dr. Adriano Camargo De Felice (clínica veterinária RuralVet), foi esterilizado (castrado) e encaminhado para adoção.
Por intermédio da própria Sra. Paula, foi adotado pela senhora Sebastiana e seu esposo Juliano, no dia 08, que o acolheram com muito amor e carinho, o batizando com o nome de Marley.
Parabenizamos e agradecemos à Paula e a Sra. Sebastina e seu Juliano pela atitude de amor e solidariedade universal


terça-feira, 1 de setembro de 2015

PEDIMOS A SUA AJUDA

COMPROVANTES DOS PAGAMENTOS EFETUADOS COM CHEQUES PRÉ-DATADOS REFERENTES AOS ANIMAIS SOCORRIDOS PELA UCAPROF: CONSULTAS, EXAMES, INTERNAÇÕES, MEDICAMENTOS, CIRURGIAS ETC.


TOTAL: R$6.437,60 (SEIS MIL, QUATROCENTOS E TRINTA E SETE REAIS E SESSENTA CENTAVOS).






PEDIMOS A SUA AJUDA
Em Cabreúva, não existe atendimento médico veterinário gratuito. A UCAPROF encaminha os animais para clínicas particulares e paga todas as despesas. Tudo é pago, com exceção de todos os membros da ONG, que são VOLUNTÁRIOS e não recebem um centavo sequer pelo valoroso trabalho que realizam.

Além dos atendimentos aos animais de rua, a UCAPROF mantém o Centro de Rossocialização Animal, onde cuida de animais sarnentos, mutilados, feridos, atropelados, doentes, desnutridos, abandonados e vítimas de maus tratos em geral, que foram resgatados das ruas e passaram ou estão passando por tratamento veterinário de longa duração e ou ficaram com sequelas, dificultando ainda mais encontrar pessoas que os adotem.  

A Prefeitura de Cabreúva repassa à UCAPROF R$5.505, 56 (cinco mil, quinhentos e cinco reais e cinquenta e seis centavos) por mês, mas o aumento da demanda e o alto valor das despesas fixas mensais que se aproxima de R$5.000,00 (cinco mil reais) limitam bastante a quantidade de atendimentos, pois sobra pouco mais de R$500,00 (quinhentos reais) por mês para pagar todos esses atendimentos. 

Há 15 anos, em Cabreúva e região, a UCAPROF vem realizando um trabalho extremamente importante nas áreas da saúde e proteção animal, atendendo a população e a Municipalidade. E para ajudar mais, está pedindo mais ajuda. 





domingo, 30 de agosto de 2015

FINAL FELIZ!

CURADA E ADOTADA!




A cachorrinha em estado grave, com sangramento no ouvido, que um morador do bairro Novo Bonfim, Cabreúva (SP), encontrou jogada em seu quintal (10/08), socorrida pela União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF), após 19 dias de internação na Clínica Veterinária RuralVet, aos cuidados do Dr. Adriano Camargo De Felice e de sua assistente Cintia, recebeu alta e foi adotada.

A Tatiane e sua família, residentes no Parque Guarani, em Várzea Paulista (SP), se encantaram por ela e a acolheram com todo amor e carinho.

Inclusive, a Tatiane se prontificou a providenciar a vacinação e já pagou a primeira dose da vacina V10, que imuniza o cão contra 10 doenças: cinomose , parvovirose , coronavirose , adenovirose , parainfluenza , hepatite infecciosa canina  e 4 tipos de leptospirose, além da castração,claro.

Agradecemos e parabenizamos a Tatiane e sua família pelo ato de amor e fraternidade universal.

Agradecemos ao Dr. Adriano Camargo De Felice pelos valorosos atendimentos e, em especial, agradecemos à assistente veterinária Cintia, da clínica RuralVet, pela sua suprema dedicação e cuidados com os animais internados. 

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

UCAPROF SOCORRE GATO COM MIÍASE E ATAXIA



A União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) socorreu um gato com miíase (bicheira) no abdômen e ataxia dos membros posteriores (incapacidade para executar atividade motora normal e coordenada), na sexta-feira, 28.

O felino foi encontrado pelo senhor Jacó, na Estrada dos Romeiros, km 76,5, Cabreúva (SP).

A UCAPROF pediu ao senhor Jacó para levar o gatinho para o Dr. Adriano Camargo De Felice, na clínica veterinária RuralVet, onde permaneceu internado para tratamento.


Agradecemos muito ao senhor Jacó pela nobre atitude de socorrer o gatinho ferido e pela sua valorosa doação de R$50,00 (cinquenta reais), para ajudar com os custos veterinários. 




PARA SALVAR MAIS, PRECISAMOS DE MAIS AJUDA!


O crescente número de animais vagando pelas ruas e rodovias faz aumentar também os atropelamentos e as ocorrências de ferimentos por brigas, acidentes e maus tratos, acarretando mais despesas médicas veterinárias como consultas, medicamentos, exames, radiografias, ultrassom, cirurgias, internações etc.

Em Cabreúva, não existe atendimento médico veterinário gratuito. A UCAPROF encaminha os animais para clínicas particulares e paga todas as despesas. Tudo é pago, com exceção de todos os membros da ONG, que são VOLUNTÁRIOS e não recebem um centavo sequer pelo valoroso trabalho que realizam.

Além dos atendimentos aos animais de rua, a UCAPROF mantém o Centro de Rossocialização Animal, onde cuida de animais sarnentos, mutilados, feridos, atropelados, doentes, desnutridos, abandonados e vítimas de maus tratos em geral, que foram resgatados das ruas e passaram ou estão passando por tratamento veterinário de longa duração e ou ficaram com sequelas, dificultando ainda mais encontrar pessoas que os adotem.  

A Prefeitura de Cabreúva repassa à UCAPROF R$5.505, 56 (cinco mil, quinhentos e cinco reais e cinquenta e seis centavos) por mês, mas o aumento da demanda e o alto valor das despesas fixas mensais que se aproxima de R$5.000,00 (cinco mil reais) limitam bastante a quantidade de atendimentos, pois sobra pouco mais de R$500,00 (quinhentos reais) por mês para pagar todos esses atendimentos. 

Há 15 anos, em Cabreúva e região, a UCAPROF vem realizando um trabalho extremamente importante nas áreas da saúde e proteção animal, atendendo a população e a Municipalidade. E para ajudar mais, está pedindo mais ajuda. 

Abaixo, os recibos de atendimentos aos animais abandonados socorridos pela ONG, pagos com cheques pré-datados. 







terça-feira, 25 de agosto de 2015

FOI CHUMBINHO



A gatinha socorrida pela UCAPROF foi vítima de disparo de arma de pressão com munição de chumbinho.
As projeções de raios-X revelaram a presença de um corpo estranho semelhante a um projétil, na região da tíbia da gatinha Mimi, como carinhosamente a chamamos.
A UCAPROF a encaminhou para um médico veterinário especialista em ortopedia e a cirurgia já foi um sucesso.
A gata Mimi também apresentava uma severa infecção no útero, que foi retirado.
Mimi precisou até de transfusão de sangue.
A gatinha continua internada, recebendo medicamentos para evitar e combater anemia e infecção. Seu estado inspira muitos cuidados e ainda há o risco de morrer.
As cirurgias e todos os procedimentos médicos para salvar Mimi ficaram em R$3.437,00 (três mil, quatrocentos e trinta e sete reais), em 10 cheques de R$343,70.  
Todos nós estamos torcendo muito por você, Mimi!!! Se Deus quiser a Mimi vai aguentar firme e logo estará recuperada!!!

ENTENDA O CASO
A União Cabreuvana Protetora da Fauna e Flora (UCAPROF) socorreu uma gatinha que se escondeu em uma residência da Avenida Vereador José Donato, em Cabreúva, SP.
A UCAPROF pediu para a Defesa Civil o encaminhamento da gatinha para o Dr. Adriano Camargo De Felice, da Clínica Veterinária RuralVet.
O Dr. Adriano deu o diagnóstico de desidratação, desnutrição e suspeita de fratura completa de tíbia, a ser confirmada pelas projeções de raios-X.
Após o resultado dos exames, Mimi foi encaminha para um médico veterinário especialista em ortopedia.





Há 15 anos, em Cabreúva e região, a UCAPROF vem realizando um trabalho extremamente importante nas áreas da saúde e proteção animal, atendendo a Municipalidade e a população no que se refere ao resgate e assistência veterinária aos animais abandonados nas vias públicas, doentes, feridos, atropelados ou vítimas de crueldades, de acordo com a disponibilidade de vagas nas clínicas veterinárias e a disponibilidade de recursos financeiros em caixa para pagar todas as despesas médicas-veterinárias, propagando uma verdadeira filosofia de amor e respeito aos animais e à natureza.